Hoje me deu uma vontade...


Acordei hoje com vontade de casar com você.
Pode rir.
Eu mesma ri quando abri os olhos e reparei que sentia isso com todas as minhas forças (você me conhece e sabe que eu não sou de "vontadinhas" ou caprichos...). Não foi uma decisão do tipo "irei me casar com a minha pessoa favorita no mundo".
Não foi nada disso.
Foi mais como um suspiro profundo de "eu adoraria realmente passar o resto da minha vida com a minha pessoa favorita no mundo", algo parecido com uma sensação de que a vida (a nossa vida) seria do cacete se juntássemos escovas de dentes, medos e o gosto por acordar tarde.
Não sei se haveria véu, grinalda ou buquê de orquídeas phalaenopsis pink e uma lista quilométrica de convidados. Talvez apenas nós dois e uma poesia de Mario Quintana como voto de fé na gente como dupla, uma promessa de que eu cuidarei de você e você cuidará de mim, sabe? Um super-gêmeos-ativar para usar quando as coisas ficarem difíceis e a barra pesar pro nosso lado.
Eu acordei com essa vontade de casar com você aqui ou nos Himalaias, num dia de sol ou numa noite de estrelas, ouvindo Heaven do Warrant ou Massenet's Meditation, ambas me fazem lembrar de você e entender porque o destino batalhou tanto para nós juntar.
"Nós" somos mais felizes do que "eu" sem "você", "você" sem "mim".
Estou pela vida. E se um dia você acordar com essa mesma vontade gigantesca de casar comigo, eu desejo que o Acaso cuide de nós dois mais uma vez.
CH

Share this: